top of page

Afinal, Indie Sleaze ou Messy Girl?

O estilo Indie foi muito forte durante os anos 2000 e acompanhou as tendências decorrentes do gênero musical de mesmo nome.  Atualmente o estilo vem se reinventando e ressurgindo na moda com outros nomes, como o Messy Girl Aesthetic, e por conta disso, o termo Indie Sleaze foi criado para se referir as trends que derivam da época indie. 

Tendências que são uma junção bagunçada do grunge dos anos 90, com a intensidade feminina e a estética noturna. Nomes como Kate Moss, Alexa Chung, Mary-Kate Olsen, Taylor Momsen e as personagens Serena Van Der Woodsen (Blake Lively) e Effy Stonem (Kaya Scodelario) ditaram o estilo durante o auge do Indie e agora marcam uma nova era como referências para o mundo do TikTok.





























A estética Messy Girl resgata muito do que o movimento Indie propôs, e o que pode parecer uma bagunça para alguns, na realidade representa a liberdade e a instantaneidade da moda, onde se vive o momento e não se produz ele. Podemos encontrar isso nos cabelos com ondas bagunçadas, olhos mais escuros com delineado pesado e borrado e roupas de couro, casacos de pele fake e renda.  

Mesmo sendo parecidas e vividas em contextos diferentes, ambos os estilos propõem a mesma coisa: não se preocupar com a perfeição e sim em aproveitar os momentos. 





Comments


bottom of page